Você acha que spam acontece somente com email e mensagens instantâneas? Negativo, spam também acontece com SEO.

Por esse motivo o Google otimizou seu algoritmo para que pudesse detectar esse tipo de ação e aplicar as regras cabíveis para reduzir a posição da página ou mesmo não indexá-la.

Veja a seguir alguns dos principais fatores utilizados pelo Google para analisar spam em SEO.

Qualidade do conteúdo

Se o conteúdo da página não for realmente de qualidade e agregar algum valor para quem o acessa, com certeza haverá queda no rankeamento.

Reputação dos sites linkados

Cuidado ao fazer backlinks para sites com conteúdo de baixa qualidade e baixa reputação. Quando você faz link para sites do tipo o Google analisa a associação e o resultado acaba sendo prejudicial para o seu site.

Otimização da página

Cuidado com a otimização forçada da página. Fique sempre atento à experiência do usuário, certifique-se de que a navegação pelo conteúdo está fluida e sem quebras.

Volume grande de anúncios

Evite colocar um volume muito grande de anúncios antes da rolagem da página, pois para o Google, um volume grande de anúncios nessa parte indica spam.

Páginas de afiliados

Se seu site é de afiliado, cuidado com o conteúdo. Não tenha uma página superficial, certifique-se de que o conteúdo dessa página vai agregar valor para o usuário.

Geração automática de conteúdo

O algoritmo do Google tem inteligência suficiente para identificar que o conteúdo de uma página foi gerado automaticamente. O Google considera essa prática como agressiva e a penalização é imediata.

Aumento excessivo de backlinks

Ao ganhar muitos backlinks de uma hora para outra isso pode ser sinal de spam, e o Google está de olho.

Links de baixa qualidade

Links originados de comentários em sites e publicações em fóruns é sinal de spam.


Gostou desse artigo? Então não deixe de compartilhar com seus amigos nas redes sociais.