Blog

Desenvolvimento Humano

8 sintomas de baixa autoestima e como melhorá-la

- Por Jonathan Lamim

A autoestima é o quanto cada pessoa confia em si mesma, se amar, se valorizar, expressar suas aspirações e necessidades sem violar os direitos e sendo respeitosa com as outras pessoas.

Ela envolve crenças e emoções e tem o poder de gerar 2 tipos de resultados: positivos e negativos.

Os resultados positivos são gerados pela alta autoestima, já os resultados negativos são gerados pela baixa autoestima.

Você sabe como anda sua autoestima?

A seguir vou compartilhar com você 8 sintomas característicos da baixa autoestima e te dar uma dica para que você possa elevar cada dia mais a sua autoestima.

 

8 sintomas de baixa autoestima

A seguir você pode ver 8 sintomas que pessoas de baixa autoestima podem apresentar. O fato de você ter um ou mais desses sintomas não quer dizer que você tenha baixa autoestima, pode ser apenas um momento passageiro.

Mas é importante ficar atento a cada um deles e a como você tem conduzido sua vida para mantenha sempre a autoestima em níveis elevados, assim você se sentirá bem e sempre pronto para viver a vida dos seus sonhos.

1) Falta de confiança em si mesmo

2) Medo da rejeição

3) Timidez em excesso

4) Hábito de se comparar com outras pessoas

5) Sensação de incapacidade

6) Perfeccionismo

7) Tendência a procrastinação e preguiça

8) Dificuldade para reconhecer as próprias conquistas

 

A autoestima é uma combinação de três fatores

Os três fatores que juntos levam à autoestima são:

  1. Habilidades aprendidas
  2. Prática
  3. Foco Interno (o principal dos 3)

Ninguém nasce com autoestima. Ela é adquirida ao longo da vida através do que você aprende, coloca em prática e principalmente de onde está o seu foco interno (se autodirecionar e autorresponsabilizar).

 

Dica de ouro para melhorar a autoestima

Segundo Brian Tracy, um dos mais conceituados consultores motivacionais americano:

“Você é exatamente igual aos seus 5 amigos mais próximos. Se eles forem positivos, atuantes, felizes e de elevada autoestima, então você também é positivo, atuante, feliz e de elevada autoestima. Mas, se eles forem negativistas, implicantes, medrosos (ou agressivos), acomodados e que reclamam de tudo, então você também é negativista, implicante, medroso (ou agressivo) e acomodado e que reclama de tudo.”

As pessoas com quem você convive possuem baixa autoestima ou alta autoestima?

Procure ter por perto sempre pessoas com boa autoestima, capazes de te colocarem em um estado superior ao que se encontra, e não o contrário.

Lembre-se: autoestima é o resultado da junção de 3 fatores: habilidades aprendidas, prática e foco interno.

Gostou desse artigo? Então não deixe de compartilhar com seus amigos nas redes sociais.

10 Semanas para Mudar sua Vida

Compartilhe na sua rede
  • 3
    Shares

Comentários